O Valor da Cobertura Espiritual

 

Mensagem ministrada em 21 de agosto de 2005


TEXTO BASE: (Êxodo 17.11) “Quando Moisés levantava a mão, Israel prevalecia; quando, porém, ele abaixava a mão, prevalecia Amaleque”.

INTRODUÇÃO: Cobertura espiritual é um assunto muito sério na Bíblia. Estar protegido por líderes tementes a Deus é um direito de todo crente, embora muitos não saibam medir o valor desta benção e se aventurem numa vida de independência ou na falta de aliança com um ministério pastoral. Deus estabeleceu guias para o seu rebanho, colocou sobre eles uma unção, deu-lhes autoridade sobre o inimigo e ordenou que as ovelhas andem obedientemente debaixo de sua direção: “Obedecei aos vossos guias e sede submissos para com eles; pois velam por vossa alma, como quem deve prestar contas, para que façam isto com alegria e não gemendo; porque isto não aproveita a vós outros” (Hebreus 13.17). Este é o lugar que elas têm de segurança, prosperidade e frutificação abundante. Moisés é um dos mais completos pastores que encontramos na Bíblia, um verdadeiro modelo de líder. Sua intimidade com Deus, seu coração de intercessor e sua autoridade espiritual são uma inspiração irrefutável.

1. A BATALHA DE REFIDIM: Na batalha de Refidim, vemos sua presença como uma tremenda ilustração da influência que o pastor pode ter sobre o rebanho. Debaixo de suas ordens, Josué havia descido com uma parte do povo para enfrentar os amalequitas, enquanto Moisés subia a uma colina com alguns componentes de sua equipe pastoral para prover-lhes cobertura. A Bíblia diz que, enquanto Moisés mantinha as mãos erguidas, Israel prevalecia, mas nos momentos em que ele abaixava as mãos, a situação mudava e o inimigo tomava vantagem. Por isso, foi necessário que dois outros líderes, Arão e Hur, sustentassem os braços de Moisés erguidos até o final da peleja. Quando esta finalmente foi vencida pelos israelitas, aquele lugar que antes se chamava Refidim “Lugar de Descanso” recebeu o nome de Yawé-Nissí “O Senhor é a Minha Bandeira”. Muitas vezes estamos em Refidim e o inimigo vem para roubar nossa paz. Seu ataque pode ser através de enfermidades, desânimo, confusão, divisão, prejuízos financeiros, armas sujas que ele costuma usar contra nós. Quando isto acontece, existem duas coisas das quais não podemos nos esquecer.

2. SE LEVANTAR PARA GUERREAR: A primeira atitude é nos levantar para guerrear. Foi isso o que aconteceu com Josué e seus homens. Estavam acampados, gozando da benção de Deus num lugar de descanso, quando os amalequitas atacaram. Então, sob a ordem de Moisés, eles se puseram em ordem de batalha e enfrentaram os inimigos. Muitos cristãos são derrotados pela sua própria passividade. Diante de um ataque maligno, não reagem. Se esquecem das palavras de Pedro: “Resistí ao diabo e ele fugirá de vós”, e permitem que inimigo os domine, os saqueie e muitas vezes os derrube completamente.

3. BUSCAR COBERTURA ESPIRITUAL: A segunda atitude muito importante para não tombarmos diante de investidas demoníacas é buscar cobertura à sombra dos nossos pastores. No episódio de Refidim, aqueles que estavam debaixo da benção e do cajado de Moisés prevaleceram e o lugar passou a ser conhecido como Yawé-Nissí, que significa “o Senhor é a Minha Bandeira”. Quando estamos debaixo da benção daqueles que Deus estabeleceu como pastores sobre nós é como se Deus estendesse uma bandeira de proteção sobre nossas cabeças. Aí existe segurança e vitória! Exatamente por isso, Satanás trabalha sutilmente para que não cheguemos a esta condição abençoada. Ele faz isso atacando os pastores para que se cansem e deixem de cobrir o povo (lembre-se que quando as mãos de Moisés baixavam pelo cansaço, os amalequitas prevaleciam). E se o inimigo não consegue êxito dessa forma, ele tenta atrair as ovelhas para um lugar sem proteção, longe dos olhos, do conselho e da cobertura de seus líderes. Como lamento por muitos crentes que resolvem buscar o isolamento ou a independência! Têm de nós uma direção clara, mas preferem arriscar-se pelo seu próprio caminho e acabam saindo da nossa cobertura e se tornando presa fácil para o “lobo mal”.

CONCLUSÃO: Estamos numa jornada de conquista como igreja e o Senhor tem nos feito provar muitas vezes o descanso de Refidim. Acontece que nossos inimigos não querem nos dar livre passagem à terra da promessa e promovem ataques para roubar a nossa paz e para nos deter no meio do caminho. O que você tem que fazer? Lute, resista, saia ao campo de batalha. Não se entregue passivamente a nenhuma proposta do inferno. Mais do que isto, es-colha estar debaixo do cajado de seu pastor. Eis aí o seu lugar de proteção. Ande em submissão, siga o seu conselho, não dê ouvidos a vozes estranhas. Você verá que, passada a peleja, sua vida permanecerá em segurança e prosperará na direção da Terra Prometida, lugar que mana leite e mel.

Isso pode acontecer com você hoje. É só seguir o mesmo trajeto, o mesmo caminho, e de seu interior jorrarão rios de águas vivas. É só aceitar a Jesus como Senhor e Salvador de sua vida. Se a sua resposta for positiva em aceitar a Jesus como Senhor de sua vida, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}

0
Mensagem anterior - Próxima mensagem -

Outras Mensagens


Dê a sua Opinião sobre esta Mensagem - Imprima esta Mensagem