Corvo ou Pomba?

 

Mensagem ministrada em 4 de Setembro de 2005


TEXTO BASE: (Gênesis 8.6-9) “Ao cabo de quarenta dias, abriu Noé a janela que fizera na arca e soltou um corvo, o qual, tendo saído, ia e voltava, até que se secaram as águas de sobre a terra. Depois, soltou uma pomba para ver se as águas teriam já minguado da superfície da terra; mas a pomba, não achando onde pousar o pé, tornou a ele para a arca; porque as águas cobriam ainda a terra. Noé, estendendo a mão, tomou-a e a recolheu consigo na arca”.

INTRODUÇÃO: Nesta passagem encontramos dois episódios idênticos: A soltura de duas aves, um corvo e uma pomba. Eu fico a imaginar o que fez Noé soltar estas aves? Vamos aprender uma pouco com elas:

1. CHANCES IGUAIS: As duas aves, depois de passarem vários dias na arca, tiveram a mesma oportunidade de liberdade. Puderam sair da pressão de um lugar fechado sem movimento para viver do jeito que quisessem.

2. ALIMENTOS DIFERENTES: O corvo se contentava com as carniças, voando até mais longe que a pomba, mas vivendo de carniças; a pomba procurou solidez onde pousar seus pés, não se contentando com as carniças boiando sobre as águas.

3. POSICIONAMENTOS DIFERENTES: O corvo vivia na instabilidade em ir e vir, voltando tão somente por interesse em descansar de sua aventura carniscenta; a pomba retornou para o seu lugar de origem e ali ficou, pois sabia no que podia se segurar.

4. ATITUDES DIFERENTES: O corvo não respeitou o seu dono em suas constantes aventuras; a pomba respondeu com prontidão ao chamado de seu dono.

Esses dois exemplos refletem o comportamento de algumas pessoas. Alguns agem como corvos, outros como pombas.

a) CHANCES IGUAIS: Todos temos chances iguais perante a liberdade do mundo e a segurança de Deus.

b) ALIMENTOS DIFERENTES: Alguns se alimentam e se contentam com qualquer coisa que lhes são oferecidas, não pensam, não raciocinam, e até acreditam que por causa de sua natureza, estão destinados a viverem assim; outros já preferem a solidez de onde assentar seus pés, não se contentando com as carniças boiando sobre as águas.

c) POSICIONAMENTOS DIFERENTES: Alguns vivem na instabilidade, não sabem o que querem. Vivem nas incertezas da vida; outros retornam ao seu lugar de origem que é o coração de Deus, que fazer a vontade de Deus.

d) ATITUDES DIFERENTES: Alguns não respeitam seu Criador, não aceitam a direção por Ele indicada; outros respondem com prontidão ao chamado de Deus e se submetem a Ele.

CONCLUSÃO: Talvez você pergunte: “Tudo bem que existam estas diferenças entre o corvo e a pomba, mas no final do dilúvio, os dois viveram livremente”. Isso é verdade, mas o corvo é considerado um animal impuro, imundo, rejeitado por Deus. Já a pomba, representa pureza e aceitação. E o que você prefere ser? Um corvo, ou uma pomba? Dependendo do modo como você vive diante da direção de Deus, os frutos falarão por você!
Se na sua vida, ou em alguma área de sua vida, existe impureza, existe imundícia, estas são atribuições de um corvo. Mas Deus, por meio de Jesus pode transformá-las, e trazer sobre a sua vida a pureza, a aceitação de Deus, bastando tão somente que você entregue a sua vida a Jesus para ser por Ele transformada. Você o aceita?

Se sua resposta for sim. É só deixar que Jesus entre como Senhor e Salvador em sua vida. Se você está decidido em aceitar a Jesus como Senhor de sua vida, entre em contato conosco. Fale de sua de decisão, e faça seu pedido de oração: {Clique aqui}


Mensagem anterior - Próxima mensagem -

Outras Mensagens


Dê a sua Opinião sobre esta Mensagem - Imprima esta Mensagem